face twitter youtube

Estudantes e trabalhadores da UnB fazem ato contra corte de gastos e são reprimidos pela PM do DF. Veja moção de apoio

0
0
0
s2smodern

1

Centenas de militantes ocuparam o Eixo Monumental nesta terça, 10, contra pacote de austeridade de Temer (foto: assessoria de Comunicação da Fasubra)

 

Estudantes, servidores docentes, técnico-administrativos e trabalhadores terceirizados da Universidade de Brasília (UnB), realizaram ato nesta terça-feira, 10, em Brasília, contra os cortes orçamentários do governo de Michel Temer e as demissões de terceirizados e estagiários.

 

Manifestação ocorreu diante da dilapidação dos recursos da UnB, que se tornou tão grave que a reitoria da universidade informou que o dinheiro em caixa só seria suficiente para cobrir as despesas até maio deste ano.

 

O ato, organizado pelo Diretório Central Estudantil (DCE) e pelas entidades sindicais Andes-SN, Fasubra e Sintfub, foi iniciado pela manhã, quando os militantes saíram em caminhada do campus Darcy Ribeiro em direção ao Ministério da Educação (MEC).

 

Lá, foram fortemente reprimidos pelos policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar do Distrito Federal (PM/DF), usando gás de pimenta e cassetetes. Três estudantes ficaram seriamente feridos.

 

2

Todas as faixas do Eixo Monumental foram fechadas após início da repressão policial (foto: Marília Marques/G1)

 

Em resposta, os estudantes fizeram uma barricada e fecharam as seis faixas do Eixo Monumental e logo após se dirigiram à sede do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), na área central da capital.

 

 

Um grupo conseguiu ocupar o prédio e afirmou que só sairá quando receberem uma proposta de reunião no Ministério da Educação. Até as 18h desta terça, 10, os militantes ainda se encontravam no local.

 

Com isso, a Fenasps reforça que é preciso todo apoio aos estudantes para garantir a ocupação e evitar arbitrariedades por parte da polícia, que começou a reprimir desde o momento que os militantes chegaram ao MEC, ainda de manhã. É igualmente importante o apoio imediato de advogados populares para impedir abusos por parte da polícia.

 

Por fim, a Fenasps repudia veemente a repressão policial e a situação financeira em que vive a comunidade universitária dentro da UnB, reflexo da política do corte de investimentos sociais perpetrado por Michel Temer, principalmente após a aprovação da Emenda Constitucional (EC) n° 95, que congela investimento públicos por 20 anos.

 

Contra as demissões e sucateamento da Universidade! Revogação já da EC n° 95!

Todo apoio aos estudantes e trabalhadores da UnB!

 

 

Baixe a moção de apoio para seu dispositivo.

 

*Com informações do G1/DF.

Setor de Diversões Sul (SDS) • Edifício Venâncio V
Loja 28 • Térreo • CEP: 70393-904 • Brasília-DF

Telefone: (61) 3226-7214 • Fax: (61) 3226-7285
Email: imprensa@fenasps.org.br

face twitter youtube
© 2015 FENASPS. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Whebersite