face twitter youtube

Todo apoio à luta dos caminhoneiros! Contra a repressão militar aos grevistas! Leia nota

0
0
0
s2smodern

1

 

A Diretoria Colegiada da FENASPS, desde sua fundação, em 1984, defende os interesses da classe trabalhadora, e está alerta, no mesmo front de batalha, lutando nas trincheiras junto aos trabalhadores de sua base bem como aos de outras categorias.

 

Mesmo antes de seu término, já é possível afirmar que a greve dos caminhoneiros é vitoriosa, pelo simples fato de terem conseguido chegar ao seu objetivo principal: parar o Brasil.

 

Desde o dia 18 de maio, quando anunciaram a greve que começou na última segunda-feira, 21, os caminhoneiros conseguiram balançar e incomodar as estruturas do governo, que nas semanas anteriores anunciaram, quase diariamente, reajustes absurdos no preço dos combustíveis.

 

Hoje, sexta-feira, 25, com cinco dias de greve, e um após uma fracassada tentativa de acordo para suspensão do movimento paredista, o governo golpista resolver mostrar sua cara e arreganhar os dentes, em sua forma mais usual: com o uso da força.

 

O governo federal anunciou que fará uso das Forças Armadas para que, de maneira "rápida" e "enérgica", liberem as rodovias bloqueadas pelos caminhoneiros grevistas, segundo o ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna.

 

A Fenasps repudia veementemente qualquer forma de violência contra os manifestantes, que nada fazem além de lutarem pela sua sobrevivência, considerando que não têm condições de trabalhar dignamente com o preço dos combustíveis nas alturas.

 

Por isso, endossamos nesta moção que as demandas dos caminhoneiros e a reivindicação da população, pela redução do preço dos combustíveis, está fortemente ligada à pauta da Fenasps e dos sindicatos de sua base, na medida em que estão ligadas à mesma luta em defesa dos serviços públicos gratuitos, universais e de qualidade, em especial nos hospitais públicos, nas Superintendências Regionais de Trabalho e Emprego (SRTEs), nas Agências da Previdência Social (APS) e nos recintos alfandegados da Anvisa nos aeroportos e fronteiras.

 

Assim como ocorreu na Plenária Nacional do último domingo, 20 de maio, a categoria aprovou, em diversos outros fóruns da federação e nas assembleias dos sindicatos estaduais, que seja realizada uma Greve Geral, que tenha força e visibilidade para fazer o governo recuar em sua saga de destruição dos direitos conquistados em décadas de organização e resistência da classe trabalhadora.

 

Extinção do Ministério da Previdência, aprovação da lei de terceirização ampla e irrestrita, congelamento de investimentos sociais por 20 anos, desfiguração da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) com a promulgação da reforma Trabalhista, e agora aumentos abusivos nos combustíveis são apenas uma pequena demonstração do apetite voraz do capital, que abalroa e rói aos poucos os direitos das trabalhadoras e trabalhadores deste país.

 

Não aceitaremos que os direitos da classe trabalhadora sejam covardemente atacados por qualquer governo. Ressaltamos ainda que os sindicatos estaduais filiados à Fenasps também se posicionem a favor da luta dos bravos caminhoneiros grevistas. É preciso lembrar que a solidariedade de classe é um dos princípios norteadores para todos os trabalhadores!

 

A luta vai continuar até a vitória da classe trabalhadora!

 

Baixe aqui esta moção para seu dispositivo.

Setor de Diversões Sul (SDS) • Edifício Venâncio V
Loja 28 • Térreo • CEP: 70393-904 • Brasília-DF

Telefone: (61) 3226-7214 • Fax: (61) 3226-7285
Email: imprensa@fenasps.org.br

face twitter youtube
© 2015 FENASPS. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Whebersite